Para que serve o media training


Entre os serviços prestados por uma agência de comunicação está o media training, um treinamento do porta-voz para o atendimento à imprensa. Após um media training, o assessorado se sente mais confortável e está menos sujeito a deslizes em entrevistas.

A imprensa tem suas peculiaridades, como qualquer área de atuação, e profissionais de outras áreas não têm obrigação de conhecê-las. Um bom treinamento começa “situando” o porta-voz sobre o terreno onde irá pisar, seja ele jornal, revista, rádio, televisão ou internet.

Inicialmente, é preciso que o porta-voz entenda que o repórter não é um inimigo. Ele o procurou em busca de informações, e quanto mais informado ele ficar, melhor será a matéria e o relacionamento para pautas futuras. Perguntas delicadas fazem parte do trabalho, e as respostas devem se pautadas pela objetividade e autocontrole.

É importante entender, também, que não se deve pedir para ler o texto ou tentar impedir uma publicação. E, se você concordou em falar com o jornalista, não desista em cima da hora, a não ser que realmente tenha motivos sérios para isso. Paute-se pelo respeito.

O veículo que costuma causar maior tensão entre os porta-vozes é a televisão (você certamente já sentiu vergonha alheia ao assistir à entrevista de alguém). Se esse é o seu caso, o media training pode ajudá-lo a se soltar e a construir suas respostas de forma adequada ao veículo, com frases curtas, claras e assertivas. Afinal, na televisão, vale a máxima de Carlos Drummond de Andrade: “Falar bem é a arte de cortar palavras”. E, como tudo na vida, fica melhor com a prática!